Diário do paciente em Radioterapia: hábitos que podem causar câncer

Por Felipe Teles




Conheça alguns hábitos que devem ser evitados, uma vez que aumentam a probabilidae de surgimento do câncer.


  • Tabagismo

  • Hábitos Alimentares

  • Alcoolismo

  • Hábitos Sexuais

  • Medicamentos

  • Fatores Ocupacionais

  • Radiação solar


Ações que ajudam a prevenir o câncer:


Não fume!


Essa é a regra mais importante para prevenir o câncer, principalmente os de pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago. Ao fumar, são liberadas no ambiente mais de 4,7 mil substâncias tóxicas e cancerígenas que são inaladas por fumantes e não fumantes. Parar de fumar e de poluir o ambiente é fundamental para a prevenção do câncer.


Faça o download do e-book Diário do Paciente em Radioterapia e saiba mais sobre o seu tratamento:


Diário_Paciente_Em_Radioterapia
.pdf
Download PDF • 1.06MB

Alimentação saudável protege contra o câncer


A alimentação deve ser variada, equilibrada, saborosa, respeitar a cultura e proporcionar prazer e saúde. Frutas, legumes, verduras, cereais integrais e feijões são os principais alimentos protetores. Comer esses alimentos diariamente pode evitar o desenvolvimento de câncer.


Mantenha o peso corporal adequado


Estar acima do peso aumenta as chances de desenvolver câncer. Por isso, é importante controlar o peso por meio de uma boa alimentação e manter-se ativo. Cerca de um terço de todos os casos de câncer podem ser evitados com alimentação saudável, manutenção de peso corporal adequado e exercícios físicos.

Pratique atividades físicas diariamente


A atividade física consiste na iniciativa de se movimentar, de acordo com a rotina de cada um. Você pode, por exemplo, caminhar, dançar, trocar o elevador pelas escadas, levar o cachorro para passear, cuidar da casa ou do jardim.

Amamente


O aleitamento materno é a primeira alimentação saudável. A amamentação exclusiva até os seis meses de vida protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil. A partir de então, deve-se complementar a amamentação com outros alimentos saudáveis até os dois anos ou mais.


Mulheres entre 21 e 64 anos devem fazer um exame preventivo ginecológico a cada três anos.


As alterações das células do útero são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolaou), e são curáveis na quase totalidade dos casos. Por isso, é importante a realização periódica deste exame. Tão importante quanto fazer o exame é saber o resultado e seguir as orientações médicas.